domingo, 31 de dezembro de 2017

Crianças, Consumismo e Obesidade

Yo, tudo bem ae?

Nem vou me dar ao trabalho de elaborar muito não porque, né, ain't nobody got time for that. Mas, devido a um post de Facebook sobre um molequinho que já faturou 11 milhões de doletas fazendo unboxing de brinquedos, lembrei desses dois documentários nacionais sobre como a propaganda nos afeta, e como os hábitos ruins criados na infância podem deixar marcas para o resto da vida. Os documentários e mais umas coisinhas do salto.

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Borges e a tarefa do Poeta/Escritor/Artista

a tarefa da arte é essa
transformar continuamente o que nos ocorre
em símbolos, em música
algo que pode perdurar na memória



Nota (vou escrever em inglês por motivo de foda-se):
It has been a lot of time since I last posted here. The main purpose of this place is having a space to write, to create some kind of ritual, where I force myself to come here, think about something to say, put it down into the written form, check it a couple times for typos and etc, then push the publish button, feel a tiny bit accomplished, and go on do my other daily shores and what not.
I think about this space often, I have a list of things I'd like to discuss, but it is always easier just to see other people do the work, research, write, produce content than to do it yourself.
Besides writing, the purpose of having a place like this is lost on me, more and more the longer I take to come here and publish something. And I don't want this to be place where I come to complain about life and etc. I'd like these posts to be about something, not about the drudgery, boredom and frustration of daily life. And, increasingly, I either avoid coming here to write and post something, or use as a way to avoid doing something else that I should be doing. Either way, I don't think I'm particularly well built for this kind of endeavor. Should I make this a more personal blog where I ramble about shit and regret later when someone holds these words against me? Should I just drop this silly idea the same way I've dropped dozens before? Should I expect you, invisible, anonymous, amorphous and always silent (possibly inexistent) reader to give me some light on I should do with this place?
For that last question the answer is certainly not.
Anyways, everything is meaningless(ness).
See you God* knows when.


* Cthulhu, Odin or Tupã.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Testes Gratuitos de Proficiência para Alemão, Francês, Italiano e Espanhol

Ano passado falei sobre o teste de proficiência que a EF está oferecendo de graça, e além de poder entrar no currículo (ou currículo virtual como o do LinkedIn) o teste serve como treinamento para quem está se preparando para um TOEFL, TOEIC, ou algum outro certificado pago (e caro) de proficiência.

Ontem descobri que eles também oferecem testes gratuitos de francês, alemão, italiano e espanhol.


O teste curto é ótimo para ter uma noção do seu nível, o que pode ajudar a não gastar dinheiro atoa nos outros testes pagos.

Fica a dica.

Valeu.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Mais Materiais Gratuitos para Aprender Qualquer Fucking Idioma!

As vezes a gente conhece algo a tanto tempo que toma aquela informação como de domínio público, como se fosse óbvio para todo mundo que aquilo existe, ou como fazer alguma coisa. Conversando com uma amigo do curso de alemão ontem me dei conta de que não falei sobre isso aqui ainda: empresas de mídia de vários países do mundo tem sites e materiais gratuitos dedicados a ensinar os idiomas de seus países para quem quiser aprender.

Por exemplo, a BBC, que é do Reino Unido, tem um site e vários materiais gratuitos para quem quer aprender inglês. E não por acaso o endereço inclui "Aprenda Inglês": http://www.bbc.com/portuguese/aprenda_ingles



E, sim, eu gosto muito da BBC, por isso acabo falando muito deles, o mesmo existe para vários outros idiomas, por exemplo a DW (Deutsche Welle) tem um site no mesmo estilo com materiais para quem quer aprender alemão: http://www.dw.com/pt-br/aprender-alem%C3%A3o/s-2199


E a NHK, do Japão, também: https://www.nhk.or.jp/lesson/portuguese/



E eles fazem esses mesmos cursos gratuitos em vários idiomas. O que é uma iniciativa louvável, infelizmente não encontrei nada parecido em português (o que é meio chato, ver o interesse de empresas de outros países em auxiliar quem quer conhecer o idioma, enquanto as nossas não parecem se importar muito).

Não conheço outros sites que tenham material desse tipo em português, mas tenho certeza que existem, só procurar. E, como sempre, se você já fala inglês, encontrar qualquer material que te ensine outro idioma fica muito mais fácil.

Como os cursos da Foreign Service Institute, essa agência america disponibiliza materiais ensinando mais de quarenta idiomas. E não são só eles que disponibilizam materiais assim.

A própria Wikipedia, possui materiais introdutórios em vários idiomas, entre seus milhões de verbetes sobre praticamente tudo que existe. O Youtube também é outro lugar onde dá para encontrar lições de qualquer tema sobre praticamente qualquer língua não-extinta que existe.

E, se você estiver afim de ouvir programas em outros idiomas just because, a rádio SBS da Austrália disponibiliza podcasts nessa quantidade mínima de idiomas aqui:




Além de tudo isso há os podcasts, é possível encontrar até idiomas obscuros ou pouco falados pesquisando pelo iTunes e outros agregadores de podcasts.

Uma referência a qual sempre volto para saber um pouquinho sobre tudo quanto é língua é o Omniglot, dá para perder horas lendo as informações sobre os idiomas, povos e etc.

Se conhecer alguma outra fonte legal de material, por favor deixe nos comentários aqui.
Por hoje é só o/


quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Blogs, Comediantes e Etc.

Então, quanto tempo não?

Acho que eu não escrevo aqui com frequência porque fico mantendo um ideal inalcançável do que esse espaço deveria ser. Só aumentando a fila de posts no rascunho, e raramente pegando algum deles para escrever até o fim.

A vantagem de não ter leitores é saber que não vai decepcionar ninguém. E como o único objetivo aqui é escrever um pouco, então que se dane. Tá escrito.

E toma esse podcast sobre a futilidade.

Mata Bicho, Blogs.


E esse poema. (The Negro Speaks of Rivers de Langston Hughes)


E esse poema. (Dinosauria, We de Charles Bukowski)


E esse poema. (Liberté de Paul Elouard)


E por hoje é só isso mesmo.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Aprenda X em Y minutos!

Acho que todos que trabalham com TI, e principalmente com programação, já passaram pela situação de ler um guias imensos de introdução a alguma linguagem de programação enquanto repetem na cabeça "eu só quero aprender como fazer um loop/concatenar uma string/fazer um if".

Pois é, o Learn X in Y minutes é uma coleção de introduções que acaba com esse problema. São todos rápidos, curtos e grossos. Assumem que você já sabe o que está procurando e que só precisa de uma explicação rápida de como fazer o básico na linguagem de programação X que precisa usar.

Outra coisa legal é que essas introduções são códigos válidos na linguagem que estão explicando. Por exemplo, essa introdução de Haskell, é um código válido na linguagem, que pode ser baixado e executado.

Aprenda X em Y minutos, Haskell.


Então, se você já conhece duas ou mais linguagens de programação e precisa de uma introdução sem enrolação de C++, CoffeScript, Go, Hack, Javascript, Julia, PHP, Python ou um monte de outras linguagens, recomendo:


O projeto é comunitário (tipo uma Wiki), assim traduções e linguagens novas são adicionadas o tempo inteiro. Não indico para quem está aprendendo a primeira linguagem de programação, mas como revisão ou intro para quem tem um pouquinho mais de experiência é perfeito.

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Brasil 500 Anos de História

Entre os anos 1999 e 2000, junto com as comemorações dos quinhentos anos de "descobrimento" do Brasil, a Rádio Senado publicou uma série de programas sobre a história do país.

A série começa com a formação de Portugal, fala um pouco das monarquias portuguesa e espanhola, das grandes expedições de navegação, da chegada dos colonizadores nas Américas e vai tecendo uma narrativa de lá de 1500 até o início da velha república.

Quando baixei do site da Rádio Senado era necessário fazer o download individual dos 42 episódios. Pouco antes de publicar esse post voltei ao site e não consegui encontrar a página com o programa. O que é uma pena, pois é uma boa revisão de História do Brasil.

Alguém teve colocou a série no Youtube, em três partes.

Acho mais prático ter os arquivos no celular, disponíveis a qualquer momento.

Aqui estão os programas, divididos em quatro partes: https://mega.nz/#F!h9BCzb5L!pK-AfBnoBZFSiAYK-9ruZQ

Ainda falando de História do Brasil, um filme que retrata um Brasil com o qual não temos mais contato é Desmundo. Indicação do meu professor de Estudos Literários I da Licenciatura de Letras.

O filme está disponível no Youtube. Curiosamente legendado, porque os diálogos são todos em português arcaico. O filme tem muitas cenas e situações pesadas, então esteja avisado.



Claro que nada substitui ler um livro sobre o assunto. Ou mais de um, para comparar as versões.

Os dois livros de História no topo da minha fila de leituras são:

História do Brasil, de Boris Fausto. Recomendado por varias fontes como ponto de partida para o tema, e ganhador do 58º Prêmio Jabuti na categoria livro didático.

Panorama Histórico de Linhares, de Maria Lucia Grossi Zunti. Que trata de preservar e resgatar um pouco da História do município onde nasci.